Companheiro

SOBRE OS LIVROS

Depois da recente obra, FLORAIS DE BACH NO RESGATE DA AUTOESTIMA, mais um livro foi editado, NUMEROLOGIA CÁRMICA NO 3º MILÊNIO. Ambos estão à venda na loja virtual da Editora PerSe 2.0. Veja as sinopses nos banners ao lado...

Anny Luz

Este blog é neutro em carbono.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

BUDISMO e FÍSICA QUÂNTICA em STAR WARS- Mestre Yoda

Análise do vídeo, A Batalha Contra a Escuridão.
Ensinamentos budistas e o universo quântico tem sido transmitidos ao público nas últimas décadas, através do entretenimento de massa. É uma forma de atingir um grande número de pessoas, que não encontra mais sentido nas religiões convencionais e nem respostas para as suas inquietações existenciais. 
Existe atualmente uma infinidade de filmes e livros com ensinamentos milenares, associados às últimas descobertas da física quântica, que se tornaram pontos de referência, para os que estão em busca do Deus Interno, da sabedoria e da ampliação da Consciência Superior. 

O sucesso de público é tão estrondoso, que estas obras logo se tornam best sellers e são multiplicadas em trilogias, séries ou animações. Demonstrando assim, o quanto o ser humano é sedento desse tipo de ensinamento, tão desprezado pela visão mecanicista da sociedade em que vivemos.

Dentre estas obras está o fenômeno, Guerra nas Estrelas, de George Lucas, que já produziu seis filmes, além das séries e animações. 
Enquanto o sucesso aumenta, verdades essenciais e ensinamentos budistas vão sendo transmitidos, principalmente através da sabedoria do personagem do Mestre Yoda.

O link do vídeo, no final deste texto mostra um dos treinos de Yoda, na luta interna para admitir e enfrentar a própria sombra, para só então conseguir transformá-la no Poder do Amor. 

A BATALHA CONTRA A ESCURIDÃO.

A ideia aqui é analisar e comentar este vídeo, num momento em que o mundo parece totalmente mergulhado e perdido nas trevas da ignorância e o ego domina triunfante nas mentes, supostamente esclarecidas. Esta é uma verdade incômoda, que tem sido ignorada, principalmente pelos que buscam o despertar espiritual:

A ESCURIDÃO SEMPRE ESTEVE DENTRO DE NÓS.
Não adianta culpar o diabo, o obsessor, o terrorista, o político, o chefe ou o vizinho.
Esse continua sendo o maior desafio da humanidade em todos os tempos e chegou a hora de enfrentá-lo.
Enquanto houver qualquer resquício de medo, maledicência ou raiva dentro de nós, haverá maldade no mundo.
As pessoas estudam os ensinamentos milenares, meditam, rezam e praticam a caridade. Mas enquanto não tiverem coragem de admitir e transformar a própria sombra, nunca conseguirão o despertar espiritual e nem ao menos viver saudáveis e em paz consigo mesmas.
Fomos condicionados e ensinados há milênios, a sermos "tementes a Deus". Imagine! Se devemos temer até a Força Criadora e amorosa que nos criou, em quem mais podemos confiar? Ou seja, o medo já está implantado no nosso DNA.

Qualquer comportamento ou pensamento, que desagrade os preceitos, judaico/cristão/kardecista/maometano, são sumariamente negados, banidos e jogados nos porões do inconsciente. Perdemos a capacidade de pensar com a própria cabeça e cremos até hoje em muitas dessas insanidades, sem a menor noção dos males que nos causam tais distorções!
Que tal uma casa, cujo porão nunca tenha sido limpo?
Cuidamos apenas da limpeza externa, renovação e decoração do ambiente...Parece-nos tudo bem!


Ao longo dos anos, no entanto, o mau cheiro, as ratazanas e outras pragas começam a se multiplicar e a invadir tudo.
O ego nos apresenta uma fachada muito limpa, benéfica e atraente! Somos simpáticos, bondosos, bem intencionados e amigáveis.

Mas quem, em sã consciência, se propõe a encarar um porão antigo, cheio de teia de aranha, cobras e lagartos?

Velhas culpas e mágoas familiares, ciúmes, inveja, raiva, sem contar os medos mais viscerais e atávicos, que nos paralisam e nos impedem de crescer...Oscilamos entre a condescendência de minimizar a importância destes sentimentos e o medo de encarar a verdade sobre eles. 

A sombra, também chamada de inconsciente, criança interior, eu básico e tantos outros nomes, é a soma desses males não enfrentados e não resolvidos, que crescem a cada dia dentro dos porões do inconsciente e se transformam em verdadeiros monstros, que por sua vez, vão trazendo as doenças e mazelas de todo o tipo. 
(Tema do livro, Florais de Bach no Resgate da Autoestima, Ed Perse)

Por isso, a palavra AUTOCONHECIMENTO, tão exaltada desde o Oráculo de Delfos na Grécia Antiga pelos grandes mestres e sábios da humanidade, hoje é tão assustadora para a grande maioria das pessoas. 

Vivemos num tempo de uma falsa vida fácil, cheia de diversões e apelos externos, que nos afastam do essencial. Tudo está ao alcance das mãos, desde abrir uma torneira até apertar botões para todas as outras necessidades. Portanto, qualquer tipo de esforço não é bem vindo. 

Ainda mais um esforço que não traz louros para o ego, não traz lucros materiais e não emagrece. Um esforço que não pode ser fotografado e mostrado aos amigos e parentes nas redes sociais... Vai encarar?

Mas será que as pessoas tem ideia do preço que se paga por esta omissão? Qual o preço de se procurar obstinadamente lá fora, por algo que sempre esteve dentro?

Até há pouco tempo, apenas estudiosos da psique humana e iniciados nos mistérios sagrados tinham consciência da necessidade de vigiar e limpar constantemente o porão. Pois sabiam do velho axioma: “Quanto mais Luz maior a sombra”.
Hoje, felizmente esse conhecimento está aberto e disponível a todos, pois o preço de se ignorar a verdade é alto demais: É a depressão, a insônia, a obesidade, o câncer..., os relacionamentos complicados, a escassez financeira, entre muitas outras pragas, que começam a vir à superfície, à revelia da nossa vontade consciente. Isso sem contar a estagnação espiritual.

- Então quer dizer que, apenas entrar em contato com a própria sombra é suficiente para resolver todos os problemas de saúde, de finanças e de relacionamentos?
- Se vai resolver todos os problemas, dependerá somente do grau de comprometimento colocado nesta questão, mas o que posso garantir é que, depois de qualquer esforço nesta direção, a vida já não será mais a mesma. A virada positiva já começa a acontecer em todos os sentidos, logo após os primeiros passos neste caminho.
Voltarmo-nos para dentro, assumir e transmutar a própria sombra, equivale a “Buscar o Reino de Deus. Tudo o mais nos será dado de acréscimo”. 
Este é o lado positivo da FORÇA. Só quem já iniciou a jornada pode entender o que significa.


O vídeo postado aqui, A Batalha Contra a Escuridão é um excelente alerta sobre o assunto. Estamos num tempo de grandes transformações. Qualquer pessoa pode e deve buscar o caminho do despertar, para libertar-se do lado negro da FORÇA e ajudar na libertação do planeta. Vamos fazer a nossa parte!
Anny Luz


(Trecho de um episódio da série de animação, Guerra dos Clones, postado no youtube por Deepak Shankara Veda).


Sobre Star Wars-
Um breve resumo da filosofia da história de Star Wars, para quem gostaria de rever ou entender melhor:
Um dos elementos de destaque em Star Wars é a FORÇA, uma energia onipresente que pode ser utilizada por aqueles com capacidade para tal, os Cavaleiros Jedi.
A FORÇA é descrita no primeiro filme como um "campo de energia criado por todos os seres vivos, que nos cerca, nos permeia e mantém a galáxia unida". *(Física Quântica)
A FORÇA permite realizar diversos feitos super humanos, amplificando habilidades físicas, como velocidade, reflexos e impulsos. Esses poderes variam entre os personagens e podem ser melhorados através de aprendizado e treino.
Apesar da FORÇA  ser uma energia do bem, pode ser usada para o mal pelos que estão nas sombras, e isso é chamado de, o lado negro da FORÇA, que prega o ódio, a agressão e a maldade.
Os Cavaleiros Jedi eram uma ordem de indivíduos com a capacidade de usar o lado positivo da FORÇA, para afastar o Lado Negro, que queria dominar a galáxia.
A ordem começou dezenas de milhares de anos antes da ascensão do Império  Galáctico.
Yoda foi o Grão Mestre da Ordem Jedi durante as Guerras Clônicas. Foi um dos membros mais importantes do Alto Conselho Jedi  e um dos mais sábios e poderosos Jedi de todos os tempos.
Apesar do seu pequeno porte e aparência bizarra tinha capacidades excepcionais, que foram  treinadas e ampliadas por seu Mestre Gormo, enquanto era jovem, até atingir altos níveis de percepção e sabedoria. Viveu em torno de 900 anos.
Yoda foi o Mestre dos mais nobres cavaleiros Jedi, entre eles as duas gerações dos Skywalker.
Os cavaleiros Jedi aprendem que o medo é a falta de confiança no poder da FORÇA. O seu código de honra é rigoroso, para que a FORÇA  esteja sempre com eles, em defesa da Galáxia:
Jedi são os guardiões da paz na Galáxia.
Jedi usam seu poder para defender e proteger os outros, em vez de chefiá-los.
Jedi respeitam toda a vida em qualquer forma.
Jedi procuram aprimorar-se através do conhecimento e do treinamento.


QUE A FORÇA ESTEJA CONTIGO!




5 comentários:

  1. Gostei muito de ler suas palavras. Texto rico em detalhes e ensinamentos.. Que a FORÇA esteja contigo também!!! Paz e Bem.

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz, Adriana, que você tenha gostado! Se fez sentido para você é sinal que já está no caminho do despertar! Seja bem vinda! Abçs

    ResponderExcluir
  3. Não é complexo entender que o bem tem que lutar sem desenvolver nenhum sentimento de raiva ou ódio? Como seria possível. Como funcionária a mente de um cavaleiro jedai, conseguindo separar a ação da emoção. Eu lembro muito quando vejo a questão das energias de star wars da física quântica e do zoroastrismo.
    Algumas vezes percebemos nos filmes que todos tem o lado negro, mas a qualidade do jedai e conviver com ela sem deixa-la dominá-lo.
    Penso que isso é uma metáfora incrível para nossa existência. Convivemos o tempo todo com o lado negro das pessoas, no trânsito, no trabalho, e até na família, que segundo Kardec é uma reunião de inimigos que precisam superar suas diferenças, e o que fazemos? Deixamos o lado negro nos dominar. Torcemos pelo mocinho mas vivenciamos o bandido. Sei lá. Acho que é um bom começo para pensar.

    ResponderExcluir
  4. Não é complexo entender que o bem tem que lutar sem desenvolver nenhum sentimento de raiva ou ódio? Como seria possível. Como funcionária a mente de um cavaleiro jedai, conseguindo separar a ação da emoção. Eu lembro muito quando vejo a questão das energias de star wars da física quântica e do zoroastrismo.
    Algumas vezes percebemos nos filmes que todos tem o lado negro, mas a qualidade do jedai e conviver com ela sem deixa-la dominá-lo.
    Penso que isso é uma metáfora incrível para nossa existência. Convivemos o tempo todo com o lado negro das pessoas, no trânsito, no trabalho, e até na família, que segundo Kardec é uma reunião de inimigos que precisam superar suas diferenças, e o que fazemos? Deixamos o lado negro nos dominar. Torcemos pelo mocinho mas vivenciamos o bandido. Sei lá. Acho que é um bom começo para pensar.

    ResponderExcluir
  5. Não sei como fazer pWara enfrentar minha escuridão. Quem sabe? o que devo fazer?

    ResponderExcluir