Companheiro

SOBRE OS LIVROS

Depois da recente obra, FLORAIS DE BACH NO RESGATE DA AUTOESTIMA, mais um livro foi editado, NUMEROLOGIA CÁRMICA NO 3º MILÊNIO. Ambos estão à venda na loja virtual da Editora PerSe 2.0. Veja as sinopses nos banners ao lado...

Anny Luz

Este blog é neutro em carbono.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

AGHARTA - Novas Constatações

Um Reino Subterrâneo de Proporções Intercontinentais no Interior do Nosso Planeta.

Quem é sensitivo, não precisa de nenhuma prova física, para saber o que é verdadeiro ou falso. Mas quem está embotado pelo sistema, nenhuma prova é suficiente, para que possam enxergar além das aparências e das crenças limitadas.

A história a seguir é antiga e bem conhecida dos estudiosos do ocultismo, mas está ganhando cada vez mais adeptos, pois as evidências aumentam a cada dia.

Aqueles que povoaram a Terra, vindos de outros planetas, cerca de 100.000 anos atrás,tiveram que  passar a viver em subterrâneos, depois de uma devastadora guerra nuclear, que resultou na destruição total da superfície do planeta, transformando-o  em desertos.
Esquema desenhado por estudiosos sobre a localização.
A população que restou teve que buscar abrigo no interior na Terra. Hoje o Reino de Agharta, abriga uma civilização extremamente avançada, já em outra dimensão, que se estende pelo interior do globo terrestre, contendo uma infinidade de cidades, com entradas e saídas interdimensionais em vários pontos conhecidos do planeta, incluindo os quatro pontos no Brasil, como mencionados no texto sobre a Pedra da Gávea (neste blog).
O Vice Almirante da Marinha norte-americana, durante a 1ª Guerra Mundial, Richard Evelyn Byrd, era também um explorador polar e aviador experiente, que dirigiu diversas expedições à Antártida. Uma delas foi na 2ª Guerra Mundial, quando foi contratado pelos nazistas para uma expedição, pois tinham informações sobre os Atlantes, que viveriam lá e teriam tecnologia avançada, que interessava a Hitler. Não sabiam que o Polo Sul é a saída do vórtice de Agharta, que leva a outros pontos do universo. Os alemães foram corridos de a tapa de lá pelos raios cósmicos dos Atlantes e nunca mais voltaram.  
Depois disto é que Byrd resolveu explorar sozinho o Polo Norte. Afirmou em seu diário ter encontrado, à 2.300 milhas para além do Polo Norte, uma enorme abertura para o interior da Terra. 
Atônito, ele entrou de avião nesta passagem e avistou uma floresta tropical dentro do Polo. Ali pousou e foi recepcionado por seres altamente evoluídos, que se disseram descendentes da lendária Atlântida.
Posteriormente, Byrd foi impossibilitado pelas autoridades americanas de falar sobre o caso e sequer tocar no assunto, sob pena de ser sumariamente eliminado.
Embora sem as ameaças lamentáveis, os Atlantes teriam feito a Byrd o mesmo pedido, mas insistindo para que ele repassasse aos governos do mundo inteiro, o aviso para que cessassem os testes nucleares, pois os mesmos contaminam irreversivelmente e abalam a estrutura do planeta e do interior da Terra.
O ex-agente da CIA, Virgil Armstrong, acrescentou que, imediatamente após a descoberta das revelações do diário do

À esq. foto do satélite ESSA-7 1968, (abertura no polo N) - À dir. foto
da nave Apolo 11 com a mesma abertura- 1969.
Almirante Richard Evelyn Byrd, as rotas aéreas sobre Agharta foram declaradas secretas pelo serviço de inteligência norte americano (CIA e demais agências), e foi ordenado que a área ou rota que levaria àquele reino era para ser guardada por bases militares dos EUA. e que não deixariam invasores descobrirem como lá chegar.
Armstrong revelou também que, na ocasião, foi permitido ao Governo dos EUA estabelecer contato com o Grande Conselho de Agharta.
Em seu diário Byrd afirma ter passado aproximadamente um mês neste lugar incrível, acolhido por este povo. Suas experiências serviram de base para o livro de Raymond Bernard, A Terra Oca.

As descobertas descritas no citado diário, descrevem o universo subterrâneo como um lugar inacreditável, habitado por  seres humanos como nós, mas que nunca ficam doentes e seriam imortais. Não existe miséria, a atmosfera é controlada pela alta tecnologia que possuem, a energia é livre e não poluente, a velocidade dos transportes, seria algo como 3.000 quilômetros por hora, em aeronaves que superam qualquer tipo de tecnologia que conhecemos.
Sabe-se pelo estudo do ocultismo, que esses seres, pela sua evolução, tem contato direto com os Mestres Ascensos e outros iluminados, e que estão atualmente cuidando da evolução dos humanos da superfície, para que não  destruam o planeta.
Os seres que habitam as diversas cidades intraterrenas não são somente os Atlantes, mas os lemurianos, sirianos, pleiadianos e outros. Entre as cidades estão Shamballa, Aurora, Erks e muitas outras, já conhecidas dos sensitivos e ocultistas.
A teoria da Terra Oca vem sendo estudada por geofísicos não oficiais, que se dedicam a refazer cálculos e estudar probabilidades incontestáveis de que é possível sim, esta teoria ser comprovada pela nossa ciência, muito embora, até agora não haja nenhum interesse de governos e universidades.  Mas quem tiver interesse deve pesquisar, pois existe muito material à respeito.

A novidade agora é esta foto recente, que difere das anteriores por sua a alta resolução... 
Esta foto do Polo Norte, (2013) que a NASA tem sob custódia foi enviada por um dos satélites da Terra e está ressuscitando o interesse de geofísicos e outros cientistas. 
Nesta imagem podemos ver claramente, na área do Polo Norte magnético, uma abertura, que não é coberta por gelo glacial, como deveria e seria o normal, pois foi assim que aprendemos e sempre acreditamos.

Parece que vazou algo de inédito e espetacular, que não deixa dúvidas sobre o quê os nossos olhos estão vendo.
E mais: Depois destas constatações, parece claro que a grande maioria dos OVNIS avistados aqui na superfície provêm mais do interior da Terra do que de fora.

Cada vez mais verdades vindo à tona!...É só juntar as peças do quebra cabeças. 

Anny Luz


  

Nenhum comentário:

Postar um comentário